Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Últimos assuntos
» Quem leu A Cabana de William P. Young??
Dom Abr 26, 2015 1:01 pm por Everton Marques Ribas

» Dicas de Leitura para mim
Qui Nov 06, 2014 3:53 pm por amelieS

» Erica Cardoso
Qui Jul 31, 2014 9:44 pm por Erica Cardoso

» MEU LIVRO DE AEROMODELISMO
Seg Jul 21, 2014 8:56 pm por yoda

» [AD]Ma3x MU Online Season 7,Experience 10&15x NO RESET!
Dom Maio 18, 2014 4:32 pm por jacklin

» AMIGOS TOTALMENTE DIFERENTES (blog)
Sab Fev 15, 2014 10:11 pm por jorge2009sts

» BENÇÃO OU MALDIÇÃO: FESTA DE DEBUTANTE (cap. final)
Sex Fev 07, 2014 11:18 pm por jorge2009sts

» BENÇÃO OU MALDIÇÃO: FESTA DE DEBUTANTE (cap. 5)
Sex Fev 07, 2014 10:31 pm por jorge2009sts

» BENÇÃO OU MALDIÇÃO: FESTA DE DEBUTANTE (cap. 4)
Sex Fev 07, 2014 10:30 pm por jorge2009sts

» BENÇÃO OU MALDIÇÃO: FESTA DE DEBUTANTE (cap. 3)
Sex Fev 07, 2014 10:28 pm por jorge2009sts

Quem está conectado
4 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 4 Visitantes

Nenhum

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 117 em Qua Jun 23, 2010 11:45 pm
Votação

O que mais te atrai no clube do livro?

44% 44% [ 128 ]
31% 31% [ 89 ]
11% 11% [ 31 ]
4% 4% [ 13 ]
10% 10% [ 28 ]

Total dos votos : 289


TRANSTORNOS MENTAIS E DO COMPORTAMENTO RELACIONADOS AO TRABALHO

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

TRANSTORNOS MENTAIS E DO COMPORTAMENTO RELACIONADOS AO TRABALHO

Mensagem por Tratado de Toxicologia em Qui Dez 16, 2010 12:17 am

TRANSTORNOS MENTAIS E DO COMPORTAMENTO RELACIONADOS AO TRABALHO
(GRUPO V da CID -10)
INTRODUÇÃO
Segundo estimativa da OMS,os transtornos mentais menores acometem cerca de 30% dos trabalhadores ocupados ,e os transtornos mentais graves ,cerca de 5 a 10%.No Brasil ,dados do INSS sobre a concessão de benefícios previdenciários de auxílio-doença ,por incapacidade para o trabalho superior a 15 dias e de auxílio -doença,por incapacidade para o trabalho superior a 15 dias e de aposentadoria por invalidez,por incapacidade definitiva para o trabalho,mostram que os transtornos mentais ,com destaque ao alcoolismo crônico ,ocupam o terceiro lugar entre a causa dessas ocorrências.
Em nossa sociedade, o trabalho é mediados da integração social ,seja por seu valor econômico (subsistência) ,seja pelo aspecto cultural (simbólico) ,tendo ,assim,importância fundamental na constituição da subjetividade ,no modo de vida e,portanto,na saúde física e mental das pessoas dá-se a partir de ampla gama de aspectos :desde fatores pontuais ,como a exposição a determinado agente tóxico ,até a complexa articulação de fatores relativos a organização do trabalho ,como a divisão e parcelamento das tarefas ,as políticas de gerenciamento das pessoas e a estrutura hierárquica organizacional.Os transtornos mentais e do comportamento relacionados ao trabalho resultam ,assim,não de fatores isolados ,mas de contextos de trabalho em interação com o corpo e aparato psíquico dos trabalhadores.As ações implicadas no ato de trabalhar podem atingir o corpo dos trabalhadores,produzindo disfunções e lesões biológicas ,mas também reações psíquicas às situações de trabalho patogênicas ,além de poderem desencadear processos psicopatológicos especificamente relacionados às condições do trabalho desempehado pelo trabalhador.
Em decorrência do lugar de destaque que o trabalho ocupa na vida das pessoas ,sendo fonte de garantia da subsistência e de posição social ,a falta de trabalho ou mesmo a ameaça da perde de emprego geram sofrimento psíquico ,pois ameaçam a subsistência e a vida material do trabalhador e de sua família.Ao mesmo tempo abala o valor subjetivo que a pessoa se atribui ,gerando sentimentos de menos-valia,angústia,insegurança,desânimo e desespero,caracterizando quadros ansiosos e depressivos.
O atual quadro econômico mundial,em que as condições de insegurança no emprego,subemprego e a segmentação do mercado de trabalho são crescentes ,reflete-se em processos internos de reestruturação a produção ,enxugamento de quadro de funcionários ,incorporação tecnológica,repercutindo sobre a saúde mental dos trabalhadores.
O trabalho ocupa,também.um lugar fundamental na dinâmica do investimento afetivo das pessoas.Condições favoráveis à livre utilização das habilidades dos trabalhadores e ao controle do trabalho pelos trabalhadores têm sido identificadas como importântes requisitos para que o trabalho possa proporcionar prazer,bem-estar e saúde,deixando de provocar doenças.Por outro lado,o trabalho desprovido de significação ,sem suporte social ,não reonhecido ou que se constitua em fonte de ameaça à integridade física e/ou psíquica ,pode desencadear sofrimento psíquico.
Situações variadas como um fracasso ,um acidente de trabalho ,uma mudança de posição (ascenção ou queda) n a hierarquia frequentemente determinam quadros psicopatológicos diversos ,desde os chamados transtornos de ajustamento ou reações ao estresse até depressões graves e incapacitantes ,variando segundo características do contexto da situação e do modo do indivíduo responder a elas.
O processo de comunicação dentro do ambiente de trabalho ,moldado pela cultura organizacional ,também é considerado fator importante na determinação da saúde mental .Ambientes que impossibilitam a comunicação espontânea,a manifestação de insatisfações ,as sugestões dos trabalhadores em relação a organização do trabalho ou ao trabalho desenpenhado provocarão tensão e ,por conseguinte ,sofrimento e distúrbios mentais.Frequentemente,o sofrimento e a insatisfação do trabalhador manifestam-se não apenas pela doença ,mas nos índices de absenteísmo,conflitos interpessoais e extratrabalho.Os fatores relacionados ao tempo e ao ritmo de trabalho são muito importântes na determinação do sofrimento psíquico relacionado ao trabalho.Jornadas de trabalho longas,com poucas pausas destinadas ao descanso e/ou refeições de curta duração,em lugares desconfortáveis ,turnos de trabalho noturnos ,turnos alterados ou turnos iniciando muito cedo pela manhã;rítimos intensos e monótonos;submissão do trabalhador ao ritmo de máquinas ,sob as quais não tem controle ;pressão de supervisores ou chefias por mais velocidade e produtividade causam ,com frequência ,quadros ansiosos,fadiga crônica e distúrbios do sono.
Os níveis de atenção e concentração exigidos para a realização das tarefas ,combinados com o nível de pressão exercidos pela organização de tarefas,combinadas com o nível de pressão exercido pela orgaização do trabalho ,podem gerar tensão ,fadiga e esgotamento profissional ou burn-out(traduzido para o português como síndrome do esgotamento profissional ou estafa).
Estudos têm demostrado que alguns metais pesados e solventes podem ter ação tóxica direta sobre o sistema nervoso ,determinando distúrbios mentais e alterações do comportamento ,que se manifestam por irritabilidade ,nervosismo,inquietação,distúrbios da memória e cognição,inicialmente pouco específicos e,por fim, com evolução crônica,muitas vezes irreversível e incapacitante.
Os acidentes de trabalho podem ter consequências mentais quando,por exemplo,afetam o sistema nervoso central,como nos traumatismos crânio-encefálicos como concussão e/ou contusão.A vivência de acidentes de trabalho que envolvem risco de vida ou que ameaçam a integridade física dos trabalhadores determinam ,por vezes,quadros psicopatológicos típicos ,caracterizados como síndromes psíquicas pós-traumáticas.Por vezes,surgem síndromes relacionadas à disfunções ou lesão cerebral ,sobrepostas a sintomas psíquicos,combinando-se ainda à deterioração da rede social em função de mudanças no panorama econômico do trabalho,agravando os quadros psiquiátricos.

LISTA DE TRANSTORNOS MENTAIS E DO COMPORTAMENTO

RELACIONADOS AO TRABALHO,DE ACORDO COM A PORTARIA /MS Nº:1.339/1999
* demência em outras doenças específicas classificadas em outros locais(F02.Cool
*Delirium ,não-sobreposto à demência,como descrita(F05.0)
*Transtorno cognitivo leve(F06.7)
*Transtorno orgânico de personalidade(F07.0)
*Transtorno mental orgânico ou sintomático não especificado (F09.0)
*Alcoolismo crônico(relacionado ao trabalho)(F10.2)
*Episódios depressivos(F.32)
*Estado de estresse pós-traumático(F43.1)
*Neurastenia(inclui síndrome da fadiga)(F48.0)
*Outros transtornos neuróticos especificados(inclui neurose profissional)(F.48.Cool
*Transtorno do ciclo vigília-sono devido a fatores não-orgânicos(F51.2)
*Sensação de estar acabado (síndrome de burn -out,síndrome do esgotamento profissional)(Z73.0)
A prevenção dos transtornos mentais e do comportamento relacionados ao trabalho baseia-se nos procedimentos de vigilância dos agravos à saúde e dos ambientes e condições de trabalho.Utiliza conhecimentos médicos-clínicos,epidemiológicos,de higiene ocupacional,toxicologia,ergonomia,psicologia ,entre outras disciplinas,valorizar a percepção dos trabalhadores sobre seu trabalho e a saúde baseiase nas normas técnicas e regulamentos videntes envolvendo:
-reconhecimento prévio das atividades e locais de trabalho onde existam substâncias químicas,agentes físicos e/ou biológicos e os fatores de risco decorrentes da organização do trabalho potencialmente causadores das doenças.


trecho da obra :Tratado de Toxicologia Ocupacional


obra completa no site : www.biblioteca24X7.com.br


contatos: tratadodetoxicologiaocupacional@hotmail.com

Suelen Queiroz
estudante de medicina da UFPR(Universidade Federal do Paraná)
autora da obra:Tratado de Toxicologia Ocupacional

Tratado de Toxicologia
Iniciante
Iniciante

Gémeos Cobra
Número de Mensagens : 15
Idade : 28
Q.I. : 45
Reputação : 0
Data de inscrição : 15/12/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum