Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Últimos assuntos
» Quem leu A Cabana de William P. Young??
Dom Abr 26, 2015 1:01 pm por Everton Marques Ribas

» Dicas de Leitura para mim
Qui Nov 06, 2014 3:53 pm por amelieS

» Erica Cardoso
Qui Jul 31, 2014 9:44 pm por Erica Cardoso

» MEU LIVRO DE AEROMODELISMO
Seg Jul 21, 2014 8:56 pm por yoda

» [AD]Ma3x MU Online Season 7,Experience 10&15x NO RESET!
Dom Maio 18, 2014 4:32 pm por jacklin

» AMIGOS TOTALMENTE DIFERENTES (blog)
Sab Fev 15, 2014 10:11 pm por jorge2009sts

» BENÇÃO OU MALDIÇÃO: FESTA DE DEBUTANTE (cap. final)
Sex Fev 07, 2014 11:18 pm por jorge2009sts

» BENÇÃO OU MALDIÇÃO: FESTA DE DEBUTANTE (cap. 5)
Sex Fev 07, 2014 10:31 pm por jorge2009sts

» BENÇÃO OU MALDIÇÃO: FESTA DE DEBUTANTE (cap. 4)
Sex Fev 07, 2014 10:30 pm por jorge2009sts

» BENÇÃO OU MALDIÇÃO: FESTA DE DEBUTANTE (cap. 3)
Sex Fev 07, 2014 10:28 pm por jorge2009sts

Quem está conectado
3 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 3 Visitantes

Nenhum

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 117 em Qua Jun 23, 2010 11:45 pm
Votação

O que mais te atrai no clube do livro?

44% 44% [ 128 ]
31% 31% [ 89 ]
11% 11% [ 31 ]
4% 4% [ 13 ]
10% 10% [ 28 ]

Total dos votos : 289


Os sacrifícios de amar

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Os sacrifícios de amar

Mensagem por Michele Lima em Ter Abr 27, 2010 10:11 pm

Era uma vez, uma moça que sonhava em se casar. Começou a namorar muito cedo com Júlio, um jovem um pouco mais velho do que ela. Sentindo-se muito feliz pelo carinho excessivo de seu primeiro namorado, que a queria só para ele, não deu muita atenção para as amigas, que reclamavam constantemente de sua ausência.

Aos vinte anos de idade casara-se com Júlio, um pouco às pressas por causa de um pequeno acidente de percurso, o primeiro filho. Três anos de casamento, dois filhos e dez quilos a mais. Antes até tinha pensado em seguir uma carreira acadêmica, mas logo chegou à conclusão de que nada era tão gracioso e gratificante quanto seguir a carreira de ser mãe. Lavar, passar, cozinhar, arrumar a casa e cuidar dos filhos; artes finas que exigem cuidados e perseverança; é arte de uma luta diária. O choro das crianças às seis da manhã, o choro da fome no horário do almoço, e o choro da tarde na hora da novela das seis, eram músicas belas aos seus ouvidos. As exigências do marido e das crianças a faziam feliz, porque afinal de contas, todos precisavam dela; ela era importante para eles.

Era tão importante que não tirava nem um dia de folga, nem aos domingos, quando a sogra ia visitá-los para colocar milhões de defeitos na vida do filho, e nem mesmo no dia das mães, já que era essencial cozinhar e mostrar a todos o quanto era profissional na arte da maternidade. O marido, constantemente a calava em meio a acalorados gemidos de prazer, e ela se sentia feliz, pois não precisava nem gemer para se tornar presente naquele espaço de amor.

Um dia, por tanto trabalhar naquela arte de ser dona-de-casa, ela percebeu que suas unhas estavam feias e roídas e pediu a Júlio que lhe desse dinheiro para fazê-las: "Querida, você é tão bela que não precisa dessas frescuras, não podemos gastar assim à toa e, além do mais, não quero você se exibindo por aí". Embora não quisesse deixar transparecer, ficou levemente magoada com o marido.

Na manhã seguinte, levantou-se com as crianças chorando, mas não lhes deu de mamar, não arrumou a casa e nem deu ao marido o prazer matinal. Não sabia se era exatamente por causa do acontecimento do dia anterior, mas pegou um antigo vestido vermelho e um batom cor de sangue (da época em que era solteira, já que Júlio não a deixava usar essas coisas), colocou anéis, colares e pulseiras, pôs um pouco de roupa em uma mala velha e saiu para o mundo. Foram dias incríveis, cheios de detalhes que nem ela mesma conseguiria descrever. Assistiu a filmes, peças de teatro, foi a bares e shoppings, reencontrou antigas amigas, recebeu várias cantadas e até fez amor com um desconhecido, que no final do esplêndido gozo lhe disse: "Agora vá querida, as crianças continuam chorando."


Michele Lima


Última edição por Michele Lima em Ter Abr 27, 2010 10:14 pm, editado 1 vez(es) (Razão : http://blognotasderodape.blogspot.com)
avatar
Michele Lima
Iniciante
Iniciante

Gémeos Rato
Número de Mensagens : 6
Idade : 33
Localização : São Paulo
Q.I. : 10
Reputação : 0
Data de inscrição : 27/04/2010

Ver perfil do usuário http://blognotasderodape.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os sacrifícios de amar

Mensagem por jorge2009sts em Dom Maio 02, 2010 1:14 pm

Gostei! Esse conto está 10!!
avatar
jorge2009sts
Senior
Senior

Virgem Galo
Número de Mensagens : 97
Idade : 36
Localização : Santos, SP
Q.I. : 299
Reputação : 7
Data de inscrição : 23/05/2009

Ver perfil do usuário http://www.autores.com.br/jorgests

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os sacrifícios de amar

Mensagem por Michele Lima em Seg Maio 03, 2010 8:55 pm

Obrigada Jorge!
avatar
Michele Lima
Iniciante
Iniciante

Gémeos Rato
Número de Mensagens : 6
Idade : 33
Localização : São Paulo
Q.I. : 10
Reputação : 0
Data de inscrição : 27/04/2010

Ver perfil do usuário http://blognotasderodape.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Os sacrifícios de amar

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum