Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Últimos assuntos
» Quem leu A Cabana de William P. Young??
Dom Abr 26, 2015 1:01 pm por Everton Marques Ribas

» Dicas de Leitura para mim
Qui Nov 06, 2014 3:53 pm por amelieS

» Erica Cardoso
Qui Jul 31, 2014 9:44 pm por Erica Cardoso

» MEU LIVRO DE AEROMODELISMO
Seg Jul 21, 2014 8:56 pm por yoda

» [AD]Ma3x MU Online Season 7,Experience 10&15x NO RESET!
Dom Maio 18, 2014 4:32 pm por jacklin

» AMIGOS TOTALMENTE DIFERENTES (blog)
Sab Fev 15, 2014 10:11 pm por jorge2009sts

» BENÇÃO OU MALDIÇÃO: FESTA DE DEBUTANTE (cap. final)
Sex Fev 07, 2014 11:18 pm por jorge2009sts

» BENÇÃO OU MALDIÇÃO: FESTA DE DEBUTANTE (cap. 5)
Sex Fev 07, 2014 10:31 pm por jorge2009sts

» BENÇÃO OU MALDIÇÃO: FESTA DE DEBUTANTE (cap. 4)
Sex Fev 07, 2014 10:30 pm por jorge2009sts

» BENÇÃO OU MALDIÇÃO: FESTA DE DEBUTANTE (cap. 3)
Sex Fev 07, 2014 10:28 pm por jorge2009sts

Quem está conectado
3 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 3 Visitantes

Nenhum

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 117 em Qua Jun 23, 2010 11:45 pm
Votação

O que mais te atrai no clube do livro?

44% 44% [ 128 ]
31% 31% [ 89 ]
11% 11% [ 31 ]
4% 4% [ 13 ]
10% 10% [ 28 ]

Total dos votos : 289


O Ancião - Conto

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O Ancião - Conto

Mensagem por Edson Gomes em Sab Jun 19, 2010 1:14 pm

Um jovem escritor resolveu correr
o mundo para encontrar um homem muito sábio de idade avançada que lhe
explicasse algumas coisas da vida que ainda se tornavam enigmas no seu dia a
dia. O rapaz se despediu de seus pais e parentes para uma longa viagem. Dizem
as boas falas que só o nosso coração é capaz de nos levar ao encontro desse
ancião de fala macia e calma.


-Maurício, você é louco de
procurar um homem que não sabe quem é! – dizia seu melhor amigo Augusto.


-Preciso ir, tenho que descobrir
a verdade e relatarei a todos, pois escreverei tudo que ele me contar.


-Tem certas horas que eu
realmente não o conheço, apesar de termos crescidos juntos.


-Não se preocupe... Eu só estou
tentando buscar as minhas verdades e desvendar as minhas dúvidas. Deseje-me
sorte.


-Vai com Deus, meu amigo!


Maurício colocou a sacola nas
costas, a coragem na cabeça e seguiu o seu caminho em direção a lugar algum. Se
com destino certo é difícil de se chegar, imagine sem tê-lo. O jovem rapaz
seguiu caminho sem rumo. Andou milhas e milhas, carona em carona até chegar em
um lugar pacato onde as pessoas são tão lentas até para falar.Maurício para num
pequeno bazar onde um homem fumando um charuto fedorento o olha com desdém.


-Por favor, senhor, eu estou à
procura do ancião.


O homem o olha de cima abaixo, dá
três baforadas no charuto e responde:


-Tu falando daquele velho
louco que fala uma porção de besteira sem sentido?


-Esse mesmo!


-Tu segue essa estrada de terra
batida inté o final, lá tu vai vê uma casa de sapê com paia encima, é lá que
ele vive.


-Muito obrigado! – disse
Maurício, virando-se e partindo.


-Mais um louco sem juízo! – falou
cuspindo no chão o homem.


Maurício caminhou, caminhou,
caminhou... O sol já estava dando o lugar para a lua brilhosa de verão e o
rapaz não parava de andar, só que o cansaço não perdoa, Maurício teve que parar
e dormir um pouco. Perto de uma árvore velha o rapaz se encostou e dormiu um
sono reparador, como nunca tinha dormido antes.


Os primeiros raios solares
bateram em seu rosto. Maurício despertou e viu a tal casa de sapê que o homem
do charuto fedido falou. Só uma coisa Maurício não entendeu, como de noite ele
não conseguiu ver aquela casa ali tão próxima dele? Levantando e sacudindo a
poeira acumulada, o rapaz foi até a casa e bateu na porta... Nenhuma
resposta... Outra vez... Nada! Então ele resolveu entrar e lá encontrou um
homem aparentando a idade de cem anos, que com a cabeça baixa como que
concentrado.


Maurício colocou a sacola num
canto e em frente do velho se sentou. Nada existia na casa. Não havia cadeira,
mesa, fogão, água, comida, para dizer a verdade, só o velho estava lá, vestido
com as roupas mais simples já vistas.


-Ancião? – chamou Maurício,
tentando olhar o rosto do velho que permanecia com a cabeça baixa.


O velho nem se movia... Maurício
levantou-se decepcionado, pegou a sacola, abriu a porta...


-Aonde pensas que vais?


Desististes de procurar a verdade


que tanto almejas?


Maurício retornou assustado, colocou a sacola no mesmo local de
quando entrou e voltou a sentar diante do velho que falava por versos.


-Como poderei ser um grande homem
ancião?


-É aquele que estende a mão ao
próximo,


que ama a Deus acima de tudo,


que jamais abandona os amigos,


que tem conhecimento sem humilhar
o humilde,


que é rico de compaixão,


não julga sem que seja julgado,


comanda sem explorar,


constrói sem destruir,


vive sem matar,


luta e ama,


pensa antes de fazer,


faz sem se arrepender,


impõe a justiça,


divulga o amor,


constrói uma família,


confessa que erra,


conserta o erro,


perdoa todos pelos os seus
pecados.


O velho voltou a abaixar a
cabeça. Maurício ficou sentado pensando nas palavras daquele homem que disse
tudo o que queria saber em poucas palavras.

O rapaz se levantou, pegou a sacola, saiu da casa,
andou alguns passos e virou-se para perguntar o nome do velho. A casa havia
sumido. Maurício percebeu que não precisava ir tão longe para buscar uma
resposta que vive dentro do coração de cada um de nós. Ela está lá, é só fazer uma
viagem para dentro de si e encontrar aquele ancião que carregamos todos os dias
de nossas vidas.
avatar
Edson Gomes
Novato
Novato

Áries Cavalo
Número de Mensagens : 40
Idade : 51
Q.I. : 85
Reputação : 10
Data de inscrição : 19/05/2010

Ver perfil do usuário http://www.oultimolampejodocrepusculo.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Ancião - Conto

Mensagem por Juliano Krentz em Qui Jun 24, 2010 11:18 pm

Muito bem colocado Edson.
A verdade realmente está dentro de nós mesmos; porém, vivemos tentando encontrá-la em outros lugares.
E fazendo desta forma, deixamos de vivê-la todos os dias.

Belíssimo texto!
avatar
Juliano Krentz
Iniciante
Iniciante

Touro Cachorro
Número de Mensagens : 6
Idade : 35
Localização : Canoas
Q.I. : 15
Reputação : 0
Data de inscrição : 24/06/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Ancião - Conto

Mensagem por Nikari em Sex Jul 02, 2010 9:14 pm

Muito bonita a mensagem de seu texto, Edson! ^^
Como Juliano disse, essa verdade está em todos nós. Todos sabemos o que deve ser feito, mas para não ir de encontro com nossos interesses, nos enganamos pensando que não sabemos como fazer para ser uma pessoa boa...
avatar
Nikari
Iniciante
Iniciante

Escorpião Dragão
Número de Mensagens : 18
Idade : 28
Q.I. : 21
Reputação : 2
Data de inscrição : 27/06/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Ancião - Conto

Mensagem por Condor(a) em Qui Jul 08, 2010 7:02 pm

Concordo com vocês, tudo que precisamos para essa vida terrena, esta dentro de nós, e embora saibamos disso, procuramos fingir que não nos conhecemos, porque as vezes o que achamos la dentro, nem sempre agrada os demais... Mas, nossa conciencia é nosso guia!!!...

Condor(a)
Iniciante
Iniciante

Libra Dragão
Número de Mensagens : 15
Idade : 52
Q.I. : 35
Reputação : 3
Data de inscrição : 21/06/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Ancião - Conto

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum